·

Recivil realiza projeto social para documentar população atingida pela tragédia em Mariana

A equipe de projetos sociais do Recivil começa na tarde de hoje a fazer um levantamento sobre a documentação da população atingida pela tragédia do rompimento das barragens da empresa Samarco, no distrito de Bento Rodrigues em Mariana.

Durante esta semana o Recivil realizará um mutirão para solicitar a segunda via das certidões de nascimento, casamento e óbito da população atingida pelo desastre. Grande parte das pessoas atingidas pela lama perderam os documentos na tragédia.

O mutirão será realizado em parceria com a Defesa Civil, Instituto de Identificação, Defensoria Pública e Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania.

As barragens de Fundão e de Santarém se romperam na tarde do dia 5 de novembro e liberaram 62 milhões de metros cúbicos de rejeitos de minério e água.

O rompimento destruiu 158 das 180 casas do distrito de Mariana. Centenas de pessoas seguem desabrigadas. A força-tarefa reúne bombeiros de Belo Horizonte, Itabirito e Ouro Preto, integrantes da Defesa Civil e do Exército.

Mais de duzentas pessoas participam das buscas. De acordo com a prefeitura de Mariana, 25 pessoas estão desaparecidas.

(Fonte: Recivil)

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe to our newsletter

Sign up to receive updates, promotions, and sneak peaks of upcoming products. Plus 20% off your next order.

Promotion nulla vitae elit libero a pharetra augue