·

RARES-NR realiza etapa de sensibilização do Projeto Identidade Cidadã em Mato Grosso do Sul

Etapa de Sensibilização do Projeto Identidade Cidadã é realizada em Campo Grande

Pactuação Anoreg-MS

Thiago Garcia, representante do Ministério dos Direitos Humanos, Rodrigo Lopes, representante do DEPEN, Bruna Motta, representante da RARES-NR, Juan Pablo,  Presidente da Anoreg-MS, Ricardo Danini, Diretor de Registro Civil da Anoreg-MS e representantes da AGEPEN

Foram realizadas nos dias 08 e 09 de maio as reuniões de pactuação do Projeto Identidade Cidadã no Sistema Prisional na Associação dos Notários e Registradores de Mato Grosso do Sul – Anoreg-MS e na Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário – AGEPEN.  Participaram das reuniões representantes da Rede Ambiental e de Responsabilidade Social dos Notários e Registradores – RARES-NR e Associação dos Notários e Registradores do Brasil – Anoreg-BR, Anoreg-MS, Agepen, Departamento Penitenciário Nacional – DEPEN e Ministério dos Direitos Humanos – MDH. Na primeira reunião, realizada na Anoreg-MS, se discutiu a implementação do Projeto no estado, sendo traçadas as diretrizes para a execução, especialmente no que se refere ao papel da Anoreg-MS junto ao projeto.

Pactuação AGEPEN

Aud de Oliveria, Diretor-Presidente da AGEPEN, Bruna Motta, representante da RARES-NR, Rodrigo Lopes, representante do DEPEN, Thiago Garcia, representante do Ministério dos Direitos Humanos e representantes da AGEPEN

Na segunda reunião, realizada na AGEPEN conjuntamente com a equipe do órgão e de seu Diretor-Presidente, Aud de Oliveira Chaves, foram traçadas as estratégias da execução do projeto, que será realizado no mês de junho de 2018 na Penitenciária Feminina Irmã Zorzi.

CG

Momento de reunião com a equipe da Penitenciária Feminina Irmã Zorzi

CG2

Visita guiada na Penitenciária Feminina Irmã Zorzi

O Projeto Identidade Cidadã no Sistema Prisional é um acordo entre o Ministério da Justiça, através do Departamento Penitenciário Nacional, da Anoreg-BR, conjuntamente com a RARES-NR e o apoio da CNR. Estas entidades executam o Projeto, que busca organizar os fluxos de emissão e regularização, em âmbito nacional, da documentação pessoal básica dos custodiados no sistema prisional. Até o presente momento, este projeto já atuou em 23 estados brasileiros, beneficiando mais de 11.000 pessoas em privação de liberdade deste 2015.

Fonte: Assessoria de Imprensa RARES-NR

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe to our newsletter

Sign up to receive updates, promotions, and sneak peaks of upcoming products. Plus 20% off your next order.

Promotion nulla vitae elit libero a pharetra augue