·

Campanha Novembro Azul alerta para prevenção do câncer de próstata

No penúltimo mês do ano, a campanha “Novembro Azul” traz um alerta para a saúde do homem e prevenção do câncer de próstata. O objetivo é de orientar a população masculina para a importância dos cuidados e da detecção precoce de câncer de próstata e pênis.  Por isso, a Rede Ambiental e de Responsabilidade Social dos Notários e Registradores (RARES-NR) apoia e fomenta esse movimento em prol da vida.

O câncer de próstata é o tipo mais comum de câncer entre a população masculina, representando 29% dos diagnósticos da doença no país. Também é a segunda maior causa de óbito oncológico no sexo masculino.  Segundo levantamento  do Instituto Nacional do Câncer (INCA), ocorreram 65.840 novos casos de câncer de próstata a cada ano, entre 2020 e 2022.

Próstata

A próstata é uma glândula que faz parte do sistema reprodutor masculino responsável por produzir uma secreção fluida para nutrição e transporte dos espermatozoides. Localizado abaixo da bexiga e  à frente do reto, sendo atravessada pela uretra, esse canal se estende desde a bexiga até a extremidade do pênis e é por onde a urina é eliminada.

Prevenção

Cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Por isso, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) recomenda o início da avaliação do risco de câncer da próstata aos 50 anos. Contudo, aos 45 anos, alguns homens devem adiantar a prevenção,  como negros, obesos mórbidos e quem teve parentes de primeiro grau com  esse tipo de câncer. Os exames deverão ser feitos após uma análise dos fatores de risco pelo urologista.

Um dos principais riscos do câncer de próstata é sua evolução silenciosa, em que grande parte dos pacientes não apresentam nenhum sintoma.  Na fase avançada, chega a causar dor óssea, sangramento urinário e até insuficiência renal

Identificar precocemente o câncer de próstata, por meio do toque retal e a dosagem sanguínea do PSA (antígeno prostático específico), é a forma mais eficiente para tratar o tumor em fase inicial, possibilitando maior eficácia do  tratamento. Por isso, a campanha enfatiza que a solução é ter mais prevenção e menos preconceito.

O toque retal permite ao médico avaliar presença de nódulos ou tecidos endurecidos na próstata. O diagnóstico do câncer é feito exclusivamente por biópsia da próstata, guiada por ultrassonografia. Outros exames também complementam a avaliação. A escolha do tratamento mais adequado é definida conforme a situação de cada indivíduo, a exemplo de cirurgia e radioterapia.

Fonte: Assessoria de Comunicação – RARES

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subscribe to our newsletter

Sign up to receive updates, promotions, and sneak peaks of upcoming products. Plus 20% off your next order.

Promotion nulla vitae elit libero a pharetra augue