A RARES-NR firmou uma parceria com o Empreendimento de Sustentabilidade Green Farm CO2 Free. Com a parceria, A RARES passa a participar de diversos projetos de meio ambiente e sustentabilidade e cria sua própria Floresta.

A Green Farm CO2 Free está localizada no Pantanal, no Estado do Mato Grosso do Sul, com área de 43 milhões de m², na junção de três biomas importantíssimos: Mata Atlântica, Cerrado e Pantanal.

A RARES-NR passa a preservar dentro do empreendimento, uma área de floresta de 43 mil m² de mata nativa. Esta área será batizada com o nome de Floresta dos Notários e Registradores do Brasil. A Floresta tem como objetivos principais, a neutralização das emissões de CO2 dos Cartórios participantes do projeto, além de manter a qualidade e a oferta de água, combater os efeitos das mudanças climáticas e preservar espécies de fauna e flora da região.

Conheça os projetos:

Educação Ambiental:

Com o apoio ao projeto da Green Farm, investiremos fortemente em Educação Ambiental. Todos os anos o empreendimento recebe cerca de 4 mil crianças e adolescentes, de diversas instituições de ensino do país que visitam e aprendem a importância da preservação da natureza para a sobrevivência da espécie humana, participando de diversas atividades socioeducativas. Nós da RARES acreditamos que somente através da conscientização das crianças e dos jovens é possível mudar a consciência das famílias, dos amigos e dos vizinhos. O conhecimento adquirido é multiplicado de forma eficiente quando as crianças mudam seu comportamento quanto à preservação da natureza, das florestas e dos animais.

Ensinar a preservar a floresta para colher bons frutos:

O trabalho desenvolvido em parceria com a Green Farm CO2 Free possibilita conscientizar pequenos produtores rurais que vivem em assentamentos de terra dos programas do governo brasileiro. As famílias aprendem que podem usufruir da floresta sem que seja necessário derrubá-la. Aprendem a plantar diversas culturas em parceria com a floresta e a utilizar suas vantagens: sombreamento, adubação natural, polinização, etc. A Green Farm criou um Campo Experimental, onde são cultivadas diversas espécies, à sombra da floresta, com resultados econômicos surpreendentes e a adoção de um novo sistema de plantio de cacau, chá mate, pimenta do reino, canela, palmito, café, frutas nativas da região e até o exótico eucalipto, cujo objetivo é produzir madeira e evitar a derrubada das árvores da mata. Os agricultores são convidados a participar de aulas técnicas e práticas e recebem gratuitamente, mudas e sementes de espécies diversas para serem cultivadas em suas propriedades neste modelo sustentável.

Centro de Reabilitação para Animais Silvestres:

A RARES-NR passa a apoiar e investir na manutenção do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres. O projeto recebe todos os anos centenas de animais selvagens, vindos de apreensões realizadas pela polícia florestal, polícia federal e de fronteiras. Muitos chegam feridos pela ação de caçadores ilegais que abastecem o tráfico nacional e internacional de aves, répteis e mamíferos, por serem exóticos e alcançarem bons preços nesse mercado devastador. Outros, feridos, são resgatados durante a fuga desesperada de áreas atingidas por incêndios florestais. Com a parceria do empreendimento com o CRAS-IMASUL, estes animais são trazidos para a Green Farm, tratados, reabilitados e reintroduzidos na natureza. Dentre os animais recebidos mensalmente pela Green Farm estão: onças pintadas e pardas, tucanos, araras, papagaios, lontras, macacos, aves de rapina, serpentes, antas, macacos, raposas, jacarés e muitas outras espécies. Desde o início deste projeto, já foram atendidos e devolvidos à natureza, mais de 3.700 animais. O empreendimento recebeu recentemente um filhote de onça parda órfão, que será tratada, reabilitada e devolvida para a natureza, assim que estiver totalmente independente e com capacidade para sobreviver por conta própria.

Centro Conservacionista de Animais Silvestres:

 Muitos animais brasileiros encontram-se na lista de animais em alto risco de extinção, como é o caso da Anta (Tapirus terrestris), do Mutum de Penacho (Crax fasciolata) e a Arara Azul Grande (Anodorhynchus hyacinthinus). No CCAS, é possível reproduzir estes animais e reintroduzi-los ao seu habitat natural repovoando a natureza e evitando que as espécies sejam extintas. Desde o início deste projeto, já nasceram no CCAS da Green Farm 25 animais ameaçados de extinção.

Criação de Peixes:

O Projeto de criação de peixes conta com 2 tanques para engorda de alevinos de espécies nativas, como o peixe Pirapitinga, Piau e Pacu. Anualmente é feita a soltura de 1 milhão de alevinos nos rios da região, permitindo que a pesca de subsistência e a pesca desportiva seja mais um atrativo econômico para a região.

Parceria com o Projeto Pro Anta:

A comunidade local participa de palestras ministradas pelo Projeto Pro Anta, também nosso parceiro. A Anta recentemente ficou em risco de extinção local, pela destruição de seu habitat e pela sua carne, que é muito apreciada em diversas regiões do país e considerada um prato exótico. Consideramos a parceria com o Projeto Pro Anta importante para a preservação da espécie, assim como por desenvolver palestras gratuitas, dirigidas ao público em geral que vive em regiões onde a presença desses animais é mais frequente. Nessas palestras A Green Farm busca conscientizar as pessoas sobre a importância deste animal na disseminação de sementes de árvores nativas e a consequente manutenção das florestas. Com esta ação, é possível reduzir significativamente o número de animais mortos pela caça. No Brasil as antas são protegidas por lei e a caça é ilegal, mas certamente a diferença no número de animais vistos na região foi feita pela conscientização das pessoas.

Banco de Sementes e Viveiro de Mudas Nativas:

A Green Farm mantém um banco de sementes que são especialmente coletadas e selecionadas, com o objetivo de obter-se variabilidade genética e assim propiciar a saúde de novas áreas florestais. No viveiro de mudas, são produzidas anualmente cerca de 300 mil mudas de 48 espécies florestais diferentes.

As mudas produzidas no viveiro são utilizadas para reflorestar ou reforçar áreas desmatadas de fazendas do entorno do Projeto da Green Farm, matas ciliares, proteção de nascentes, corredores ecológicos e etc. Além do uso das mudas no próprio empreendimento, parte é doada  em ações de conscientização para pequenos agricultores rurais, com o objetivo de proteger a fauna e principalmente de assegurar a qualidade e a oferta de água, já que o empreendimento está localizado às margens dos rios Paraná e Amambai, em área de amortecimento do importante Parque Nacional de Ilha Grande, área riquíssima em biodiversidade.

Como evitar a caça de animais silvestres?

Na Green Farm são criados o galo índio e ovelhas de raça, que são doados às famílias de agricultores de assentamentos de terra que ficam próximas, para que possam produzir alimento de qualidade (leite, carne e ovos), além de lã. O objetivo final dessas doações é reduzir a caça de animais silvestres nativos da região e este objetivo é alcançado através de palestras e a doação de animais para serem criados em suas propriedades.

Subscribe to our newsletter

Sign up to receive updates, promotions, and sneak peaks of upcoming products. Plus 20% off your next order.

Promotion nulla vitae elit libero a pharetra augue